O que você aprendeu em 2018? - Sobre problemas,redes sociais e gratidão

9 de janeiro de 2019





Oláá! tudo bem com vocês? eu espero que sim!  Chegou o tempo da minha postagem favorita do ano - na verdade, até atrasou - eu adoro refletir e compartilhar o que aprendi no ano anterior. 2018 não foi um ano ruim para mim, teve muitos pontos altos e baixos, como tem pra todos. Mas eu me senti melhor de várias formas nesse ano, e vou fazer o máximo para que 2019 seja melhor.





O que você aprendeu em 2018?


A primeira coisa que eu aprendi é que as crises de depressão e ansiedade passam. Eu tive muitas crises, inclusive tive que abri mão de algo grande na minha vida - não só pela depressão, mas por outros fatores externos, e acabou juntando tudo - e eu consegui vencer todas as crises, não foi fácil não é fácil, mas buscando todas as forças a gente consegue.

Aprendi que eu não posso me culpar pelos erros dos outros, sempre tive problemas com amizades, e pra mim sendo bem sincera não é novidade as pessoas serem falsas ou simplesmente virarem as costas depois de conseguir ajuda que queriam ou simplesmente ir embora, e eu sempre me culpei, eu via que o erro era dela, mas mesmo assim eu ficava me martelando com aquilo sabe? E aprendi que a maldade de uma pessoa é defeito dela, não meu. não vou deixar de fazer o que faço, muito menos de ser quem eu sou por conta de outras pessoas, foi um pouco complicador colocar isso na minha cabeça, mas de tanto pensar nisso acho que foi hahaha

Foi um ano que eu descobri que eu estava bem desorganizada, e que o planejamento faz toda a diferença na vida de uma pessoa. Eu sempre prezei por essa organização, como boa taurina eu gosto de rotinas e ter tudo controlado,mas em algum momento eu me perdi. Estou me reorganizando não só na vida pessoal como com os conteúdos também, e olha eu achava que esse papo de planner e bujo muda a vida de uma pessoa era conversa, mas ajuda 100%.




2018 também foi um ano que eu chorei demais, já sou uma pessoa chorona qualquer coisa eu realmente estou chorando, mas esse ano eu perdi as contas de quantas vezes eu chorei simplesmente por tristeza, fatores externos ou por besteira, pretendo tentar controlar isso em mim, na verdade é uma meta.

Aprendi mais sobre a minha personalidade e os meus gostos pessoais, nesse ano eu me apaixonei por lettering e venho treinando para melhorar - sempre posto no Instagram os treinos - e eu descobri coisas que eu nunca imaginei gostar, eu descobri que amo pintar! Aquarela é uma das coisas mais incríveis de trabalhar, e pretendo treinar muito essa área artística que eu tanto descobri amar.


Também foi um ano que eu abri mais minha cabeça sobre certas coisas e pessoas, desencanei sobre o que as pessoas acham de mim, que sou estranha eu já sei então resolvi que viver sempre sem ser eu mesma com medo que as pessoas vão pensar, foi a melhor ideia que já abri meus horizontes.

2018 também foi uma ano que eu fui mais próxima ainda da minha espiritualidade, como eu já disse algumas vezes aqui no blog eu não digo nenhuma religião, na verdade fui criada evangélica e passei por diversas igrejas e  descobri eu mesma na magia! Não faço parte da religião Wicca (a bruxaria moderna) sou praticante de bruxaria natural, de toda a conexão da natureza, que eu acredito que todo o poder vem do universo, vem da deusa mãe, a natureza.  Então esse ano eu me liguei muito espiritualmente, meditei muito, aprendi coisas novas e me senti muito bem dessa forma.


2018 eu conheci bastante gente legal, com gostos iguais aos meus ou bem parecidos, eu que sempre fui a estranha no grupinho de amizades me senti no céu haha é muito legal saber que existe pessoas que pensam como nós, revigora a alma.


Foi um ano onde também aprendi a valorizar meu trabalho, na verdade eu sempre foi e sou muito comparativa (quero muito mudar isso) então eu sempre comparei meu trabalho com o de outras pessoas e sempre me senti mal, mas às vezes não via os anos de diferença entre as coisas. Então eu aprendi que todo trabalho onde a gente estuda, se empenha, e faz com amor tem que ser valorizado! Não me rebaixo mais, para ninguém e nem menosprezo o que faço. Pelo contrário vou continuar seguindo para tentar evoluir cada vez mais.

Também foi um ano onde eu aprendi a ser ainda mais grata, sou uma pessoa muito reclamona sim, mas aprendi a reconhecer os bons momentos, sejam grandes,pequenos e até os momentos ruins, são uma forma de aprendizado embora que eu sei que nos dias e momentos ruins a gente só quer desabar, ou quebrar tudo, mas depois das coisas acontecerem a gente entende o motivo real de tudo, é um pouco estranho, mas é real. 

Se sentir grato sem ser de boca pra fora deixa a alma, corpo e sentimentos muitos mais leves, eu não vou mentir que sou uma pessoa que não guardo rancores, porque eu guardo sim, vacilos desde 2009 haha estou rindo, mas é sério. E eu venho trabalhando nisso, e a gratidão é um ponto chave. Comece a agradecer pelas coisas pequenas da sua vida, daquelas que por mínimas que sejam a gente não consegue viver sem sabe? Agradeça e você vai ver como vai se sentir outra pessoa. 

Eu só tenho a agradecer! 2018 foi um bom ano para mim e para o blog também, eu não consegui me dedicar os 120% como eu desejo, mas ao menos uns 70% eu cheguei lá, as visualizações dobraram, comentários e e-mail positivos ou críticas positivas também, foi um ano de muitas parcerias.

Eu agradeço por tudo, não somente pelas coisas materiais, mas por tudo que está aqui nessa postagem, por cada lição aprendida e a cada leitor que acompanha meu trabalho. Muito obrigada! 




Um comentário:

  1. Me identifiquei com o teu post, como sempre, né miga?! A gente já conversou sobre depressão, eu fiquei pasma quando vi que tu tinha desde criança, as crises são sempre bem intensas e parecem não ter fim. O ano que passou foi basicamente muito turbulento pra mim porque eu fui diagnosticada novamente com isso e dessa vez estou levando o tratamento mais a sério. É muito difícil, passei o ano inteiro tendo crises, mas melhorei significavelmente final do ano.
    Aaah, como ser grata é bom! Não só de boca pra fora, mas sentir gratidão e saber reconhecer os momentos bons e agradecê-los, mesmo que forem poucos, é bom e importante. É o que faz da nossa vida melhor, perceber que nem tudo é apenas tempestade.
    Fico feliz por você descobrir que não é culpa sua pessoas filha da puta existirem. Acontece, tenho pouquíssimos amigos e a gente sempre pensa que é culpa nossa, que é algo da nossa personalidade, mas é que a gente só não vai se meter com quem não vai fazer bem. Expulsei muita gente tóxica da minha vida no ano passado xD. Não menosprezar o trabalho é super importante, fico feliz por ti e é o que eu pretendo melhorar. Eu ainda me rebaixo muito, sabe?! Tem uma parte de mim que ainda ouve um pouquinho as críticas de pessoas que nem me conhece. Enfim...
    Espero que 2019 seja um ano rico pra você, cheio de experiências boas, saúde (vamos focar nisso), estudo, dinheiro (é importante haha), reconhecimento profissional, amizade e pessoas boas ♥. Foca que vai ser isso tudo sim!

    Migs, poderia me ajudar respondendo a Pesquisa de Público 2019 do meu blog? Não leva nem cinco minutinhos, é rápido, fácil e não necessita identificação (conta no google). Agradeço desde já pelo apoio!
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir

Fã page | Twitter | Instagram

Críticas construtivas são sempre bem vindas.
Deixe o link do seu blog no final do comentário e retribuiremos a visita
Aceitamos TAG's, se não a respondermos, provavelmente nós já devemos ter respondido anteriormente por outra indicação.
Lembre-se, tudo aqui é feito para você, então fique a vontade para pesquisar,ler,comentar e pedir postagens.

© BELEZA NERD 2013 - 2018. Todos os direitos reservados.
Layout e codificação: GLEICY HANER - DESIGNS E FOTOGRAFIA .
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo