18 março 2019

Comentando Livros: Dom Casmurro - Machado de Assis

resenha Dom Casmurro Machado de Assis
inexperienced-writer.tumblr.com

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Hoje quero comentar o livro Dom Casmurro do Machado de Assis. Essa obra é muito caracterizada e acho que muitas pessoas já ouviram falar sobre. Além disso, é um livro que é bastante requisitado em vestibulares.

O livro vai contar a história de Bentinho, personagem que faz a narrativa (e guardem essa informação), que foi jurado ao seminário pela mãe, Dona Glória, ou seja, seria padre. Bentinho tinha amores por Capitu, personagem esperta e que age rapidamente.

O início do livro mostra a relação de ambos, Capitu e Bentinho, e como se desenvolveu um amor entre eles. E tudo começou com brincadeiras e tudo mais. Deixo aqui uma passagem do livro:

Entrava no quintal dela com um pau debaixo do braço, para imitar o bengalão do doutor João da Costa; tomava o pulso a doente, e pedia-lhe que mostrasse a língua. "É surda coitada!" exclamava Capitu. Então eu coçava o queixo, como o doutor, e acabava mandando aplicar-lhes umas sanguessugas ou dar-lhe um vomitório: era a terapêutica habitual do médico.

Esse trecho é até cômico. Mas também mostra um pouco dessa relação de crianças que estavam sempre juntas e acabaram se apaixonando. Um amor juvenil que enfrentou um juramento de uma mãe.

Pelo período em que foi escrito, o livro mostra muitos hábitos religiosos. Vou deixar aqui um trecho em que Bentinho está pensativo:

Levantei os olhos ao céu, que começava a embruscar-se, mas não foi para vê-lo coberto ou descoberto. Era ao outro céu que eu erguia a minha alma; era ao meu refúgio, ao meu amigo.

Eu, particularmente, gosto muito desse trecho, é bem simbólico.

Bom, voltando à história, Bentinho, quando está no seminário, acaba fazendo um novo amigo, Escobar. Uma amizade única e bonita, para mostrar um pouco dessa amizade, vou deixar um trecho do livro:


A minha alegria acordava a dele, e o céu tão azul, e o ar tão claro, que a natureza parecia rir também conosco. São assim as boas horas deste mundo.

Porém essa amizade, apesar de fortalecida, gerou em Bentinho ciúmes, pois, após se casar com Capitu e ter um filho chamado Ezequiel (homenagem a Escobar), acreditou que seu filho não era realmente seu e sim de Escobar.

Bentinho tem a ideia de se matar, até que desiste. Acaba manda para fora do país  Capitu e seu filho.


E fica esse questionamento no ar: Capitu traiu ou não o Bentinho?

Este livro tem uma ótima escrita, onde o Machado de Assis consegue passar a caracterização de seus personagens de uma forma incrível.

Como eu disse no início, é Bentinho quem narra a história, logo, é o ponto de vista dele que é passado. Julgar sem saber o lado de Capitu é injusto. Porém, apesar de tudo, o início do livro é muito lindo.


Como diz o ditado: é preciso ver os dois lados da moeda.

Eu acredito que ela não o traiu porque o casal enfrentou muita coisa, enfrentou um juramento divino. Não acho que Capitu tenha esquecido tudo isso. Sem falar que o Bentinho se mostrou louco, ciumento como nunca vi. E acaba fazendo do filho e de Capitu os culpados de tudo.


E vocês? Já leram Dom Casmurro? Acreditam que Capitu traiu Bentinho?
Vamos debater, deixem nos comentários.

Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fã page | Twitter | Instagram

Críticas construtivas são sempre bem vindas.
Deixe o link do seu blog no final do comentário e retribuiremos a visita
Aceitamos TAG's, se não a respondermos, provavelmente nós já devemos ter respondido anteriormente por outra indicação.
Lembre-se, tudo aqui é feito para você, então fique a vontade para pesquisar,ler,comentar e pedir postagens.

© BELEZA NERD 2013 - 2019. Todos os direitos reservados.
Layout e codificação: GLEICY HANER - DESIGNS E FOTOGRAFIA .
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo